13 dicas para não ser barrado na imigração

Ciao!

Uma das preocupações de quem vai viajar para a Itália para dar entrada no reconhecimento da cidadania é de ser barrado na imigração. Além de frustrante e humilhante, é adiar o sonho do reconhecimento da cidadania e dinheiro.

Reunimos neste artigo tudo muitas dicas de como se comportar para passar no controle da polícia de fronteira.

1. Comporte-se de maneira formal

Esse é momento de deixar os amigos de lado para que o comportamento, ou a entrevista, deles não influencie no seu comportamento e na sua entrevista.

2. Apresente-se com o passaporte aberto na página do visto ou de identificação

Além do cartão de imigração entregue no avião já preenchido. Se tiver um passaporte anterior que tenha entradas prévias leve também.

3. Aja tranquilamente, mantenha a calma

Todo entrevistador tende a fazer cinco perguntas principais:

  1. De qual país você é?
  2. O que vai fazer na Itália?
  3. Quanto tempo irá ficar na Itália?
  4. Quanto possui em dinheiro?
  5. Onde pretende se hospedar?

Tente aprender a responder essas perguntas na língua italiana, apesar de existirem tradutores disponíveis e que seja comum utilizá-los caso o agente deseje solicitá-los, facilita o trabalho do entrevistador respondê-lo na língua local e você será liberado mais rápido.

4. Apresente documentos essenciais

Algo que comprove sua profissão, como um cartão de visitas, algo que comprove sua hospedagem, dinheiro para permanência no exterior e passagens de volta.

5. Documentos que comprovem a contratação de um seguro médico de viagens

Lembre-se que em toda viagem ao exterior os agentes de imigração podem cobrar por pelo Seguro Médico de viagens.

6. Responda todas as perguntas de forma simples e direta

Evite complicar ou ficar contando muitos detalhes. Existem muitos agentes que fazem cara feia e repetem as mesmas perguntas várias vezes com o objetivo de  identificar caso a pessoa esteja mentindo. Portanto nada de ficar falando detalhes, seja objetivo e assertivo.

7. Nunca, jamais minta

Nunca diga que não conhece ninguém no país se um amigo estiver te esperando na porta do aeroporto. Nunca diga que veio fazer apenas turismo quando for fazer o reconhecimento da cidadania. Nunca diga que irá ficar em hotel se for ficar na casa de alguém. Pode ser que tentem confirmar qualquer informação durante a entrevista.

8. Contradições

Diga apenas o essencial, aquilo que não permita outras interpretações.

10. Mostrar o dinheiro trazido na viagem ou cartões de crédito

É muito comum pedirem para você mostrar isso e se você decidir levar cartões pré-pagos não deixe de levar também os recibos de depósito. Lembre-se: é necessário ter uma quantia que faça jus ao tempo de viagem e saber justificar a origem daquele dinheiro. Para ver a tabela dos valores necessários para ficar na Itália acesse o artigo Sem essas 5 coisas você não entra na Europa..

11. Reservas dos hotéis, albergues, Airbnb guardadas ou carta convite

Se for ficar na casa de amigos, parentes ou assessoria tenha então uma carta convite.

12. Aparência

Use roupas apropriadas. Turista não precisa de roupa social. Em vez de impressionar os oficiais, você pode levantar suspeitas. Para eles, isso pode ser um indício de que a pessoa quer usar a boa aparência para evitar interrogatório e, depois, ficar ilegalmente no país. Mas também não precisa chegar de regata, bermuda puída e chinelos: isso pode fazer os oficiais pensarem que você não tem dinheiro para bancar suas férias e fazê-lo perder tempo com perguntas sobre sua conta bancária.

13. Leve malas suficientes

Certa vez, este repórter presenciou um casal brasileiro ser levado do terminal de desembarque de um aeroporto dos Estados Unidos para a sala de interrogatórios. O motivo: depois de passarem pela imigração, os dois pegaram uma quantidade enorme de malas na esteira. Oficiais viram que as bagagens não condiziam com o tempo que o casal afirmou que ficaria de férias (o que levantou a suspeita de que os iriam se mudar ilegalmente). E o casal foi conduzido para responder a algumas perguntas. Um pouco mais de parcimônia na hora de montar a mala, com uma quantidade de peças suficiente para usar durante o passeio, teria, provavelmente, evitado isso.

E lembre-se: Diga sempre e apenas a verdade e tenha como comprová-la. Seja harmônico com suas respostas e mantenha-se organizado.

Infelizmente os agentes de imigração possuem a autoridade para barrar qualquer passageiro, além de não existir reembolso pelas passagens compradas.

Para saber quais são os regulamentos do Parlamento Europeu para a entrada na Europa acesse o artigo Sem essas 5 coisas você não entra na Europa.

Arrivederci !

Deixe seu Comentário ou Pergunta: