Cidadania Italiana – Por onde e como começar?

Ciao!

Se você ouve histórias desde a infância de algum familiar italiano que veio para o Brasil e tem algum sobrenome italiano na família é muito provável que você tenha direito a ter a sua Cidadania Italiana.

Para descobrir se você tem realmente direito a cidadania, acesse Cidadania Italiana – Quem tem direito? 

Montando a árvore genealógica

A Itália reconhece a cidadania pelo conceito de jus sanguini, que significa: direito de sangue.

E para isso é necessário descobrir quem é o antenato italiano (o italiano da família, que nasceu na Itália e veio para o Brasil), depois é necessário reunir os documentos que provam que o requerente tem uma ligação sanguínea com esse italiano.

Para o reconhecimento da cidadania italiana não existe limite de gerações então esse antenato pode ser o avô, o seu bisavô, trisavô ou até mesmo o tetravô do de quem vai solicitar a cidadania.

Montar a árvore genealógica da família facilita a organização da documentação, porque ela possibilita ver de modo claro toda a linha de ascendência até o italiano da família.

É necessário levantar junto aos familiares todas as informações possíveis da linhagem de transmissão e principalmente saber onde e quando cada pessoa na linhagem nasceu, casou e faleceu.

A pessoa que vai solicitar a cidadania deve iniciar o preenchimento da árvore genealógica por eles mesmos, depois devem escrever as data e locais de nascimento dos pais, dos avós e assim por diante.

Se conseguir poucas informações na família, pode-se utilizar sites como o Family Search para procurar registros genealógicos.

Certidão de nascimento do antenato

Caso não sabia a data de nascimento dele e ele tenha se casado no Brasil, providencie a certidão de casamento dele nos cartórios brasileiros, da mesma forma que os demais documentos e verifique no cartório onde ele se casou se consta algum documento com a origem do antenato.

Caso o antenato não tenha se casado no papel, pode constar a data e o local de nascimento na certidão de óbito.

Deve ter algo como “faleceu aos xxx anos de causa x deixando x filhos”  É só fazer a conta e chegará a idade aproximada.

A data da certidão de casamento é sempre mais confiável do que a data de óbito porque foi declarada pelo próprio italiano.

Caso o Comune da cidade de onde nasceu o antepassado informe que não há a possibilidade de emissão da certidão de nascimento porque o antenato nasceu quando ainda não existiam os registros de estado civil na Itália, poderá ser apresentada a Certidão de Batismo, emitida pela paróquia local na Itália, contendo o reconhecimento da Cúria.

Caso não encontre essas informações nos documentos citados, acesse Busca de certidões e documentos na Itália onde tem um passo a passo detalhado com todas as ferramentas para conseguir encontrar o que você precisa.

Solicitando a CNN

CNN  é a Certidão Negativa ou Positiva de Naturalização. Antigamente, quando o italiano se naturalizava brasileiro, ele perdia automaticamente a sua cidadania originária italiana. Esta informação é fundamental para determinar se existe o direito ao reconhecimento da cidadania italiana. O documento pode ser solicitado através do Departamento de Migrações.

Se o seu antenato se naturalizou brasileiro, ao invés de uma CNN, você receberá do site do Ministério da Justiça uma CPN – Certidão Positiva de Naturalização. Se a naturalização dele aconteceu depois que o filho já tinha nascido, o direito permanece como na ilustração abaixo:

Reunindo os documentos

Comece reunindo os documentos de trás para frente, iniciando pela sua própria certidão de nascimento: lá contém informações de duas gerações anteriores – o nome dos seus pais e o nome dos seus avós.Depois solicite a certidão de nascimento do seu pai: lá conterá as informações dos seus avós e bisavós e assim por diante.

Em pouco tempo você conseguirá ter todas as informações que você precisa da sua linha ascendente.

Depois que você conseguir todas as certidões de nascimento, você deverá começar a busca pelas certidões de casamento, utilizando os mesmos critérios.

Sempre começando das mais recentes até as mais antigas.

Por fim, faça o mesmo com as certidões de óbito.

Um método muito bom quando não se sabe o local do casamento de alguém, é verificar onde nasceu o filho mais velho, pois geralmente estes filhos nasciam na mesma cidade onde os pais se casavam.

Logo a possibilidade da certidão de casamento dos pais estar no mesmo cartório que o nascimento do primeiro filho é muito grande.

Dica: caso você tenha a certidão de casamento de alguém mas não consegue encontrar a de nascimento, solicite ao cartório onde foi realizado este casamento a habilitação do casamento.

Trata-se da cópia de todos os documentos que foram apresentados pelos noivos no ato para poderem se casar.

Esses são os primeiros passos para iniciar o processo de reconhecimento de cidadania, para saber os próximos passos acesse o artigo Documentos para o processo de cidadania italiana.

Arrivederci !

Se você for fazer seu processo de cidadania no Brasil, acesse Cidadania Italiana – Fazendo o processo no Brasil.

Se você for fazer seu processo de cidadania na Itália, acesse Cidadania Italiana – Fazendo o processo na Itália.

 

Deixe seu Comentário ou Pergunta: