Sem essas 5 Coisas Você Não Entra na Europa

Ciao!

Uma das preocupações de quem vai viajar para a Itália para dar entrada no reconhecimento da cidadania é de ser barrado na imigração. Além de frustrante e humilhante, é adiar o sonho do reconhecimento da cidadania e perder dinheiro.

Reunimos neste artigo tudo o que é necessário para passar no controle da polícia de fronteira.

Cidadãos brasileiros não necessitam de um visto Schengen para estadias na Itália até 90 dias. No entanto, isto não significa que o ingresso no espaço Schengen seja automaticamente autorizado pois, mesmo que um cidadão esteja de posse de um visto, sua entrada é submetida ao critério das autoridades de fronteira.

Em caso de controle na fronteira, poderão ser solicitadas maiores informações e/ou documentos sobre o titular do passaporte/visto que comprovem a sua situação financeira, real motivação para a viagem, previsão de acomodações durante a estadia, posse de um seguro de saúde válido e o efetivo período de permanência.

Veja 5 regulamentos do Parlamento Europeu para entrada na Europa:

1 – Documento de viagem válido.

Passaporte brasileiro com no mínimo 6 meses ainda de validade. Se o passaporte estiver vencendo em 6 meses é recomendável solicitar um novo documento antes da viagem, para não correr o risco de ser impedido de entrar.

2 – Ser titular de um visto se este for exigido.

Brasileiros que vão à Itália com a finalidade de obter o reconhecimento da cidadania e/ou vão à turismo não precisam de visto.

3 – Justificar o objetivo e as condições da estada prevista e dispor de meios de subsistência suficientes

Tanto para a duração dessa estada como para o regresso ao país de origem ou para o trânsito para um país terceiro em que a sua admissão esteja garantida, ou estar em condições de obter licitamente esses meios;

Ou seja, dispor do valor necessário para que você possa se manter no país, sem ser um peso para o sistema previdenciário e de saúde do país.

Veja a tabela retirada e traduzida do site esteriti.it da Diretiva de março de 2000 :

Duração da Estadia Uma pessoa Duas ou mais pessoas
De 1 a 5 dias: cota fixa global € 269,60 € 212,81
De 6 a 10  dias: cota diária por pessoa € 44,93 € 26,33
De 11 a 20 dias: cota fixa € 51,64 € 25,82
Cota diária por pessoa € 36,67 € 22,21
Mais de 20 dias: cota fixa € 206,58 € 118,79
Cota diária por pessoa € 27,89 € 17,04

Ou seja, se você pretende ficar na Itália entre 1 e 5 dias precisa comprovar € 269,60 euros; entre 6 e 10 dias € 44,93 e assim por diante.

Ao lado direito, os valores correspondem a ida à Itália conjunta de duas ou mais pessoas.

4 – Não estar indicado no Sistema de Informação Schengen (SIS) para efeitos de não admissão.

O SIS é uma espécie de cadastro negativo que é usado com o objetivo de combater a criminalidade e o terrorismo.

5 – Não ser considerado suscetível de perturbar a ordem pública, a segurança interna, a saúde pública ou as relações internacionais de qualquer Estado-Membro, e em especial não estar indicado para efeitos de não admissão, pelos mesmos motivos, nas bases de dados nacionais dos Estados-Membros.

Agora você já sabe o que consta no regulamento do Parlamento Europeu para sua entrada na Europa, acesse o artigo 13 dicas para não ser barrado na imigração para ver nossas dicas do que levar e de como se comportar na imigração com sucesso.

Arrivederci !

Deixe seu Comentário ou Pergunta: